Piano Vermelho

Oláá, leitores!

Hoje vim trazer para vocês a resenha do livro “Piano Vermelho” escrito por Josh Malerman, traduzido por Alexandre Raposo e publicado pela editora Intrínseca.

IMG_20190406_194518924

Sinopse: “Ex-ícones da cena musical de Detroit, os Danes estão mergulhados no ostracismo. Sem emplacar nenhum novo hit, eles trabalham trancados em estúdio produzindo outras bandas, enchendo a cara e se dedicando com reverência à criação — ou, no caso, à ausência dela. Uma rotina interrompida pela visita de um funcionário misterioso do governo dos Estados Unidos, com um convite mais misterioso ainda: uma viagem a um deserto na África para investigar a origem de um som desconhecido que carrega em suas ondas um enorme poder de destruição.
Liderados pelo pianista Philip Tonka, os Danes se juntam a um pelotão insólito em uma jornada pelas entranhas mortais do deserto. A viagem, assustadora e cheia de enigmas, leva Tonka para o centro de uma intrincada conspiração.
Seis meses depois, em um hospital, a enfermeira Ellen cuida de um paciente que se recupera de um acidente quase fatal. Sobreviver depois de tantas lesões parecia impossível, mas o homem resistiu. As circunstâncias do ocorrido ainda não foram esclarecidas e organismo dele está se curando em uma velocidade inexplicável. O paciente é Philip Tonka, e os meses que o separam do deserto e tudo o que lá aconteceu de nada serviram para dissipar seu medo e sua agonia. Onde foram parar seus companheiros? O que é verdade e o que é mentira? Ele precisa escapar para descobrir.

Com uma narrativa tensa e surpreendente, Josh Malerman combina em Piano Vermelho o comum e o inusitado numa escalada de acontecimentos que se desdobra nas mais improváveis direções sem jamais deixar de proporcionar aquilo pelo qual o leitor mais espera: o medo…”

Sim, comprei esse livro por causa do Josh.
Fiquei fascinada com a obra de Caixa de Pássaros dele e quando vi que tinha sido lançado outro livro dele nem pensei duas vezes. (Tem resenha desse aqui!!)

Mas com altas expectativas vem grandes tombos, haha.

Digamos que não me arrependi, mas se eu tivesse lido esse antes eu teria gostado bem mais. Caixa de Pássaros é muito superior, mas isso não torna Piano Vermelho ruim.

Longe disso, é um livro muito bem escrito, sem furos e com um enredo que te prende do início ao fim. Os capítulos são intercalados entre passado e presente, da visão do Phillip para a Ellen.

Dei 3,5 estrelas por dois motivos, um pela expectativa que eu estava não ter sido atingida e por um ponto na narrativa da Ellen que já vou explicar.

A história começa com Phillip no presente acordando de um coma de seis meses. Daí o desenvolvimento de um lado se baseia em sua recuperação e suas memórias retornando; e do outro lado apresentando onde e o que ele fazia quando foi solicitado para a missão que o deixaria em coma por seis meses.

Conhecemos e passamos a ter a visão da Ellen, a enfermeira, mais para frente e ajuda a completar diversas brechas que o presente do Phillip não alcança e isso é bom. A parte que eu não gostei foi a tentativa de suspense extenso que teve diversas vezes em uns dois ou três capítulos dela.

Eram partes que poderiam ter suspense, mas serem de leitura mais rápida e o escritor enrolou um pouco. Fora isso achei muito intrigante, tiveram partes que fiquei com medo mesmo, minha pele arrepiou todinha.

O desfecho é bem explicado e até deve ser porque é um pouco confuso. Mas faz sentido e encaixa perfeitamente na história.

Só achei que o desenrolar ficou para poucas páginas e ele poderia ter trabalhado melhor nisso. Ficou bom, mas poderia ficar muito melhor.

Recomendo a leitura e se você ainda não leu nada desse autor segue a ordem de leitura que te fará bem: Piano Vermelho e depois Caixa de Pássaros!!

E aí, vocês leram?
Vamos comentar!

Gostou? Quer comprar? Adquira por aqui!
(Comprando com esse link você ajuda o Pêcego e Livros a crescer!)

Até mais, me sigam nas redes!!

Instagram: @pecegoelivros
Twitter: @ninhapecego
Facebook: @pecegoelivros
Goodreads: @pecegoelivros
Skoob: Aqui!

Beijos e abraços.
Paulinha Pêcego

PS: Oi, você sabia que eu acabei de publicar meu primeiro livro? Não?? Bem, não deixa de conferir clicando na capa aí embaixo, tem no formato físico e no eBook.
E ainda tem no Kindle Unlimited!
Caso adquira e faça qualquer compartilhamento em suas redes sociais não deixa de me marcar, vou amar!
(Não se esqueça de avaliar na amazon após a leitura!)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s