A Abadia de Northanger

Oláá!

Hoje vim trazer para vocês a resenha do livro “A Abadia de Northanger” escrito por Jane Austen, traduzido por Joao Sette Camara | Marcelo Barbao e publicado pela editora Ciranda Cultural.

AN

Sinopse: “Catherine Morland é uma jovem ingênua do interior da Inglaterra que adora ler romances góticos. Ela decide largar a vida tediosa do campo e se aventurar na agitada cidade de Bath. Ao chegar à cidade, recebe um convite para visitar Northanger e se hospedar na Abadia, um lugar misterioso, sombrio e fantástico, onde viverá experiências com seus novos amigos, porém a inocente menina não aprendeu ainda a julgar o caráter das pessoas e vive experiências.”

Quem me conhece sabe que AMO a Jane Austen!

Que mulher! Até hoje TODOS os livros dela que já li, amo. Não tem um que não roube meu coração. Quando tive a oportunidade de ter esse, não pensei duas vezes.

A leitura só não foi 100% agradável porque a edição da Ciranda Cultural é econômica e as letras são MIÚDAS!! Nossa, quanta letra em uma página kkkkkk

Eu acabei acostumando, até porque os capítulos ficaram curtíssimos, mas no início foi difícil. Tirando isso, a leitura foi maravilhosa.

Novamente e como a muito eu não sentia com tanta intensidade, a Jane Austen me fez viver na pele de Catherine. Eu senti raiva, vergonha, amor, indignação, surpresa e nervosismo em níveis altíssimos e só meu esposo e meus amigos ets para saber. Meus longos áudios revoltada, kkkkkkkk.

Agora indo para a história: a narradora nos apresenta Catherine, desde o seu nascimento, como foi quando criança, onde mora, quem são seus pais e irmãos até seus 17 anos. Depois já acompanhados Catherine quando ela acompanha uma amiga e vizinha para Bath. Vemos seu desenvolver social, uma menina crescida no interior e totalmente inocente e boba com relação a malícia do mundo.

E lá começamos a nos revoltar porque o mundo não é leve e nem espera a gente se adaptar, sai carregar e até atropelando se for preciso. E ela começa a conhecer pessoas que se aproveitam da ingenuidade dela, que agem maliciosamente sem que ela perceba. Vemos um novo e inocente amor surgir e como ela acaba, entre tropeços, aprendendo a lidar com certas situações.

Não só em Bath, como também na famosa abadia. Ela acaba recebendo um convite para passar um tempo na Abadia de Northanger e assim que recebe autorização, vai com tudo.

Muitas coisas acontecem, coisas que nem acreditamos que realmente pode acontecer, acompanhamos uma mente muito fértil e lotada de conhecimento de histórias fictícias se auto iludir [ou não] com situação que de tenebrosas passam para cômicas. Muita vergonha alheia aqui. Haha

Eu sou suspeita a falar, mas amei. Muito mesmo, no final fiquei preocupada achando que a história não teria um fechamento correto quando vi que faltavam poucas páginas, mas fui surpreendida. Amei, tudo!

E recomendo fortemente!!

E aí, vocês leram?
Vamos comentar!

Gostou? Quer comprar? Adquira por aqui!
(Comprando com esse link você ajuda o Pêcego e Livros a crescer!)

Até mais, me sigam nas redes!!

Instagram: @pecegoelivros 
Twitter: @ninhapecego
Facebook: @pecegoelivros
Goodreads: @pecegoelivros
Skoob: Aqui! 

Beijos e abraços.
Paulinha Pêcego

PS: Oi, você sabia que eu acabei de publicar meu primeiro livro? Não?? Bem, não deixa de conferir clicando na capa aí embaixo, tem no formato físico e no eBook.
E ainda tem no Kindle Unlimited!
Caso adquira e faça qualquer compartilhamento em suas redes sociais não deixa de me marcar, vou amar!
(Não se esqueça de avaliar na amazon após a leitura!)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s