O Símbolo Perdido

Booa tarde, pessoas!!

Hoje vim trazer para vocês a resenha do livro “O Símbolo Perdido” escrito por Dan Brown, traduzido por Fernanda Abreu e publicado pela editora Sextante.

IMG_20190309_213259202

Sinopse: “Em O símbolo perdido, Robert Langdon é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon – eminente maçom e filantropo – a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo. Mal’akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse. E está convencido de que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo.
Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian. Neste labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico.
O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nesta trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inoue Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA, e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas outras aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está. Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência, noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, os desafiando a abrir a mente para novos conhecimentos.”

Terminei esse livro com sentimentos controversos. Gostei e não gostei, por isso que dei a nota de três estrelas no Skoob. Não passa de bom.

O Símbolo Perdido foi meu primeiro contato com a escrita de Dan Brown e posso dizer que fiquei bem decepcionada devido a hype que o autor carrega.

Novamente, não é um livro ruim, pelo contrário, a história foi muito bem construída, traçada e desenvolvida. O plot foi muito bom e não esperava por ele. Mas para mim tiveram diversos pontos cruciais que atrapalharam minha leitura.

Vamos primeiro para a sinopse, a história conta uma aventura que Robert Langdon acaba sendo envolvido sem perceber, em um pleno domingo ele se vê em outra cidade e sendo ameaçado pelo sequestrador de seu melhor amigo e mentor: Peter Solomon, a vida dele está na corda bamba.

[…]todos os melhores segredos estão escondidos à vista de todos.” Pág.36

É uma história cheia de ação, com capítulos curtos e que me motivam a querer mais. Agora vou falar das coisas que me atrapalharam, primeiro as que não envolvem spoiler:

Primeiro que para mim o livro poderia ter bem menos páginas e mesmo assim teria atingido seu objetivo, tiveram inúmeras partes históricas que achei desnecessárias e que eram apenas um ‘extra’ para o que estava acontecendo no livro. Você não precisaria daquela informação para continuar a leitura e mesmo assim ela estava lá.

Todos nós tememos aquilo que foge à nossa compreensão.” Pág.41

O fato de ter diversos retornos ao passado em horas absurdas, estava acontecendo algo muito emocionante e o outro capítulo começava com uma memória. Muito broxante, até porque nem toda recordação era necessária e teve muita enrolação para mim.

O fato de ter mais de cinquenta páginas depois da história ter se desenvolvido e finalizado, foi extremamente maçante e desinteressante. Agora para as partes com Spoilers… pule todos os parágrafos a seguir que indiquem spoiler para quem não quer:

[SPOILER] A construção do inimigo até achei que foi bem feita, mas até ele se revelar você fica com uma eterna sensação que não tem sentido a motivação dele toda e ele fica um pouco desacreditado. O grande segredo da CIA achei um pouco fraco e a forma como ele desenvolveu Sato e seus segredos achei um pouco exagerado.

[SPOILER] O fato de depois de ter ocorrido o desfecho os personagens que foram torturados, maltratados, sofreram traumas e diversos machucados conseguissem andar, conversar e passear normal como se nada tivesse acontecido, achei muito errado.

A aceitação generalizada de uma ideia não é prova de sua validade.” Pág.85

Apesar dos meus spoilers não terem sido bem um spoiler, pode ser que alguém ache que é né, haha. Mas essas coisas decaíram muito meu ritmo de leitura e eu acabei com a sensação de chateação e não de empolgação de quando o desfecho aconteceu. Por isso que, apesar de meus amigos falarem que os outros livros dele são bem melhores, eu vou dar um tempo bem bom de Dan Brown. Rsrsrs

E aí, vocês leram? O que vocês acham de Dan Brown?
Vamos comentar!

Gostou? Quer comprar? Adquira por aqui!
(Comprando com esse link você ajuda o Pêcego e Livros a crescer!)

Até mais, me sigam nas redes!!

Instagram: @pecegoelivros
Twitter: @ninhapecego
Facebook: @pecegoelivros
Goodreads: @pecegoelivros
Skoob: Aqui!

Beijos e abraços.
Paulinha Pêcego

PS: Oi, você sabia que eu acabei de publicar meu primeiro livro? Não?? Bem, não deixa de conferir clicando na capa aí embaixo, tem no formato físico e no eBook.
E ainda tem no Kindle Unlimited!
Caso adquira e faça qualquer compartilhamento em suas redes sociais não deixa de me marcar, vou amar!
(Não se esqueça de avaliar na amazon após a leitura!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s